Deputado Wellington volta a cobrar esclarecimentos sobre “ponte fantasma” de São Luís

Na manhã desta terça-feira (1°), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) solicitou informações à prefeitura de São Luís sobre a contratação de empresas na execução dos projetos de construção da obra anunciada no dia 24 de agosto de 2015. O parlamentar também deu entrada em outro requerimento, destinado à Superintendência Regional da CAIXA no Maranhão, solicitando cópia do cronograma de desembolso praticado no contrato Nº0292726-21 (referente ao crédito de R$ 7.981.898, 60, liberados no ano de 2013 pela União à prefeitura de São Luís, destinados à drenagem-canalização e retificação do canal do Rio Gangan).

“Na semana passada, demos entrada em três requerimentos, solicitando informações ao Ministério das Cidades, Tribunal de Contas da União e Prefeitura de São Luís que solicitava informações sobre a aplicação do crédito de R$ 7.981.898, 60. Após tal solicitação, na tentativa de justificar o descaso para com o bem público municipal, a prefeitura afirmou que os quase oito milhões destinados pelo Governo Federal para a revitalização do Rio Gangan não contemplavam a construção da ponte. Ora, se o crédito não ‘contemplava’ a obra, por que realizou-se o hipotético lançamento de construção da Ponte? Se o recurso não era para a Ponte por que que, no dia 14 de outubro de 2013, realizou-se o lançamento da construção da obra?”, indagou o parlamentar.

Ao se pronunciar, Wellington também questionou sobre os processos licitatórios e verbas da “obra” e acusou ser esta um “estelionato eleitoral”.

“Se não havia recurso para a construção, por que divulgar o lançamento da referida ponte? Embora os fatos venham a convergir para a possibilidade de estelionato eleitoral, eu insisto em solicitar informações. Por isso, protocolamos mais dois requerimentos, na manhã de hoje: um para a Caixa Econômica Federal e outro para a Prefeitura. Se não havia recurso, como a Gestão Municipal alegou, como explicar o fato do prefeito de São Luís ir, no último dia 24, ‘lançar’ a ponte novamente? Ante isso, eu pergunto: a obra foi iniciada agora, em agosto, com qual verba? Com qual processo licitatório? Onde está o procedimento de licitação da obra cuja ordem de serviço foi lançada no dia 24, na última segunda-feira? Qual o valor total dessa obra? E os projetos? Sabe-se que, para licitar uma obra, é necessário, no mínimo, um projeto básico. Cadê o projeto básico? Qual origem dos recursos para pagamento desse contrato?”, interrogou o parlamentar ao solicitar as informações elementares que a população de São Luís quer saber.

Comentários

Contato

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

©2019Deputado Estadual Wellington do Curso

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?