Wellington do Curso denuncia prática de crimes ambientais em São Luís cometidos com a permissão Flávio Dino

Em visita ao Cajueiro, na Zona Rural de São Luís, o deputado estadual Wellington do Curso constatou que as práticas de crimes ambientais continuam. Os delitos são os previstos na Lei n.º 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, sendo um deles a destruição de mangues, que tem acontecido com a permissão do governador Flávio Dino.

De acordo com o artigo 50 da lei mencionada, é crime destruir ou danificar florestas nativas ou plantadas ou vegetação fixadora de dunas, protetora de mangues, objeto de especial preservação.

“Eu visitei a região do Cajueiro. Onde antes era mangue, agora é só aterramento. São crimes ambientais praticados com a concordância do governador Flávio Dino. Está previsto em Lei! É crime ambiental! Com o passar do período das chuvas, o aterramento dos mangues ficou ainda mais evidenciado. Flávio Dino sabe disso e, ainda assim, tem dado a permissão para a prática de crimes ambientais. Fica o questionamento: o que mudou de 2014 para cá sendo capaz de fazer com que o governador mudasse de opinião? Afinal, em 2014 ele também era contra esses crimes ambientais; já agora, não é capaz de fazer coisa alguma. Os órgãos competentes tem que se pronunciar. Como deputado estadual, o que eu posso fazer é fiscalizar e encaminhar os fatos para que as providências sejam adotadas. É o que esperamos”, afirmou Wellington.

Comentários

Contato

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

©2019Deputado Estadual Wellington do Curso

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?